Pocket

A cultura reinante de consumismo, a idéia de tudo ser descartável, embora tenha contribuído enormemente a facilitar a vida quotidiana, tem levado à situação presente de acúmulo de lixo, incluindo materiais ainda reutilizáveis.

No princípio do Instituto, questão de reciclagem abrange diversos planos de reciclagem, reutilização de mateirias descartadas como resultado do sistema de sociedade atual.

A visão que pretendemos empregar é de “eco-economia” que se baseia em “3Rs” –  Reduzir o consumo, Reusar e Reciclar. Como devemos abordar na vasta questão de reciclagem, começariamos por onde?

A conscientização sobre a importância de conservação de meio ambiente saudável deve se iniciar na infância. Somente ouvir não é suficiente.

É necessário que os jovens participem no programa – colocar a mão na massa,  no presente caso, na produção de sabão a partir de óleo de fritura.  O programa já foi iniciado nas duas escolas públicas:

Produção de ‘sabão’ a partir de ‘óleo de fritura’

O óleo é ingrediente fundamental na arte culinária, mundialmente.

O óleo que escorre pelos raros das pias das cozinhas se acumulam nas tubulações.

O material forma grandes placas de gordura que se misturam com outros dejetos  (fios de cabelo, papeis, etc.) e as tubulações sofrem um verdadeiro ‘infarto’.

É uma questão de saneamento, saúde pública e meio ambiente.

O efeito em algumas casas e apartamentos é que o esgoto pode voltar para as residências ou vazar pela rua, causando mau odor.

Existem leis municipais com o objetivo de regular a obrigatoriedade da caixa de gordura instalada.

Entretanto, nem todos os estabelecimentos têm suas caixas de gordura ou as mantém devidamente limpas.

Em São Paulo, de acordo com a Sabesp, toda a região do centro da cidade teve em 12meses – de 06/2015 a 05/2016, o índice de 185 reparos por Km de esgoto na região.

Isso equivale a um desentupimento por Km a cada 2 dias.

Em Manaus, o esgoto vai diretamente para igarapé, não havendo a necessidade de desentupimento.

O consumo de ‘óleo de cozinha’ no Brasil é de 0,16 litros/dia/pessoa  (CIA World Factbook – 1.2014).

A cidade de Manaus, com a população estimada de 2.057.711 (IBGE – 2015), deve consumir 300 mil litros de óleo/dia.

Assumindo 10% para fritura, resulta em 30.000 litros, que em geral, é despejado no esgoto, causando problemas sérios na manutenção do sistema sanitário.

O óleo de fritura pode ser convertido a sabão  e/ou biodiesel.  São tecnologias bem estabelecidas mas requer adaptações locais. 

Post by IAFV

IAFV é uma organização sem fins lucrativas para exercer atividades de projeto socioambiental educacional no Brasil.